Connect with us

Entretenimento

Fim de semana em SP tem Festival Turá no Ibirapuera e festa junina na Pinacoteca

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:9 Minuto, 43 Segundo


Confira as atrações da agenda cultural da capital paulista entre sexta-feira e domingo

Montagem/Divulgação/Léo Aversa/Gabriela SchmidtMontagem Alcione Adriana Calcanhotto e Djvan
Alcione, Adriana Calcanhotto e Djavan são algumas das atrações do Festival Turá, que acontece neste fim de semana em São Paulo

Fim do período de festas juninas, início das férias escolares e muitas atrações musicais. É dessa forma que este fim de semana em São Paulo pode ser definido. Entre os shows, os destaques são o de Monica Salmaso, João Bosco, Ana Carolina e Capital Inicial. Outro destaque musical é a terceira edição do Festival Turá, com apresentações de Alcione, Adriana Calcanhotto, Djavan e da dupla Chitãozinho & Xororó, que faz sua estreia em um festival de brasilidades. No teatro, a peça “Go Back Torqu4to Vir Ver ou Vir”, com o ator e cantor Ze Ed celebra o legado do compositor Torquato Neto no icônico Teatro Oficina. Quem gosta de arte e design, a dica é a ArPa – Feira de Arte, na Arena Pacaembu.

Para quem busca programas ao ar livre e durante o dia, a Pina Contemporânea fará sua festa junina neste sábado (29) com comidas e bebidas típicas do projeto Pão do Povo da Rua. A festa conta com a apresentação do tradicional Grupo Cupuaçu fundado por Tião Carvalho, e o Pé de Manacá, projeto de forró de rabecas tocado por mulheres. Entre uma apresentação e outra, tem o set musical de vinil comandado pelos Djs do projeto Forró dos Ratos; Rodrigo Ferrolho, Ricardo Ferreira e Reine Oliveira. Já o Festival Viva! Japão celebra a cultura japonesa no Museu da Imigração, no sábado (29) e domingo (30).

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Confira as atrações da agenda cultural em São Paulo

Shows

Monica Salmaso

28/6, sexta-feira, 21h; 29/6, sábado, 21h (esgotado); 30/6, domingo, 18h – Cantora ligada às raízes da música brasileira, Mônica Salmaso apresenta o show Minha Casa, no qual revisita canções que gravou ao longo da carreira e mostra outras que ela nunca gravou. O espetáculo tem inspiração na série Oh, De Casa, que ela fez durante a pandemia, com duetos virtuais. Onde: Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, Pinheiros. Quanto: R$ 18/R$ 60.

Ana Carolina

28/6, sexta-feira, 22h; 29/6, sábado, 22h – A cantora Ana Carolina faz as duas últimas apresentações do show Ana canta Cássia – Estranho Seria Se Eu Não Me Apaixonasse Por Você, em que celebra o repertório da cantora Cássia Eller. Dividido em cinco atos, com direção de Jorge Farjalla, o espetáculo tem no roteiro músicas como Palavras e All Star. Onde: Tokio Marine Hall. Rua Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio. Quanto: R$ 290/ R$ 540.

João Bosco

29 de junho, sábado, 20h e 22h30 – O cantor e compositor João Bosco faz uma retrospectiva de 50 anos de carreira ao apresentar canções emblemáticas de seu repertório. Cinco décadas em canções traz músicas como O Bêbado e a Equilibrista, Bala com Bala, Papel Machê e De Frente Pro Crime. Bosco, que acaba de retornar de uma turnê nos Estados Unidos, define o show como “um olhar para o futuro, com novas interpretações e a mesma paixão que sempre coloquei em cada acorde.” Onde: Blue Note. Av. Paulista, 2.073, 2º Andar, Consolação. Quanto: R$ 260/R$ 300.

Capital Inicial

29/6, sábado, 22h30 (esgotado); 30/6, domingo, 20h – O grupo faz o encerramento da turnê 4. 0, que celebrou as quatro décadas de carreira de uma das principais bandas do BRock. Comandada pelo vocalista Dinho, a banda toca sucessos como Primeiros Erros, À Sua Maneira, Natasha e Fátima. Onde: Espaço Unimed. R. Tagipuru, 795, Barra Funda. Quanto: R$ 220/R$ 380.

Festival Turá

29/6, sábado; 30/6, domingo, 11h30/22h – O Festival Turá chega a sua terceira edição com uma novidade: a inclusão, pela primeira vez, de uma dupla sertaneja em um festival de brasilidades. Chitãozinho & Xororó encerram o primeiro dia do evento, no sábado, por volta das 20h25. Antes deles, se apresentam atrações como o trio Os Garotim, a cantora Filipe Catto, a banda Nação Zumbi e o grupo Fresno, que convida Pabllo Vittar. No domingo, os convidados principais são Alcione e Djavan, que serão precedidos por nomes como Adriana Calcanhotto e Rubel, Mãeana e MC Cabelinho. Onde: Parque Ibirapuera. Portão 10. Av. Pedro Álvares Cabral, s/n°, Vila Mariana Quanto: R$ 187/R$ 720.

Teatro

Catábase em 5 Sonhos – Com direção de Marcos Gomes, o espetáculo solo conduzido por Andrea Tedesco traz uma personagem que, diante da morte do seu tio, irmão do seu pai, 12 anos após a morte de sua avó, se vê em uma rodoviária de Curitiba tentando retornar a São Paulo com uma mala grande repleta de fotos, documentos e cartas da família e quatro urnas funerárias. A partir disso, a encenação passa a discutir diferentes maneiras de lidar com a morte. Quando: De 27/6 a 14/7. 5ª a sábado, 21h; domingo, 20h. Onde: Centro Cultural São Paulo. R. Vergueiro, 1 000, Liberdade. Quanto: Gratuito (reservar pelo site ou retirar na bilheteria 1 semana antes).

Go Back Torqu4to Vir Ver ou Vir – O ator e cantor Ze Ed apresenta uma fragmentação da obra do poeta e compositor Torquato Neto (1944-1972). Em cena, ele e seus companheiros de espetáculo leem textos e poemas de Torquato e interpretam canções que ficaram famosas entre o final dos anos 1960 e o início dos anos 1970, compostas pelo homenageado. Entre elas, estão Mamãe Coragem e Três da Madrugada, ambas gravadas por Gal Costa, Cajuína, que Caetano fez para celebrar Torquato, e Go Back, dos Titãs. Quando: 29/6, sábado, 20h e 30/6, domingo, 19h. Onde: Teatro Oficina. R. Jaceguai, 520, Bixiga. Quanto: R$ 80.

Eu Sempre Soube… – O monólogo da atriz Rosane Gofman traz a história da jornalista Majô Gonçalo, que está lançando o livro Eu Sempre Soube … e palestrando sobre o amor incondicional que mães de pessoas de pessoas LGBTQIAPN+ sentem pelos seus filhos. O texto e direção são de Márcio Azevedo. Quando: 29/6, sábado, 17h30. Onde: Teatro das Artes. Shopping Eldorado. Av. Rebouças, 3.970, Pinheiros. Quanto: R$ 100.

Dança

Alice – O diretor Moses Pendleton, da companhia Momix, se inspirou nos clássicos Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho, de Lewis Carroll, para criar o espetáculo Alice. Na visão de Pendleton, Alice e seus colegas de aventura ficam ‘gigantes’ no palco, são sugados por tubos, saltam e desaparecem aos olhos do público, ao longo de 22 vinhetas. Quando: 29/6, sábado, 16h e 21h. Onde: Vibra São Paulo. Av. das Nações Unidas, 17.955, V. Almeida. Quanto: R$ 120/R$ 360.

Exposição

Sutorito Fashion: moda das ruas – A exposição apresenta as tendências de moda de rua do Japão desde a década de 1950 até os dias atuais por meio de mais de 100 registros fotográficos. A mostra coordenada por Souta Yamaguchi aborda diversas tendências, como o cinema e a música, assim como a contracultura japonesa, surgida em resposta às mudanças culturais, sociais, políticas e econômicas em diferentes épocas. Quando: 3ª a 6ª, 10h/18h; sábados, domingos e feriados, 10h/19h. Até 20/10. Onde: Japan House São Paulo. Av. Paulista, 52, Bela Vista. Quanto: Gratuito.

A.R.L. Vida e Obra – A mostra destaca o legado do artista paulista Antônio Roseno de Lima (1926-1988), com gravuras, quadros, fotografias e projeções que traçam um panorama de sua produção artística. Com cores fortes, Roseno de Lima, apesar das condições adversas em que vivia, na favela de Três Marias, em Campinas, expressava seus sonhos e observações do cotidiano por meio de um arte bruta em que aparecem autorretratos e imagens de onças, vacas, galos, Santos Dumont, bêbados, mulheres e presidentes entre seus principais temas. Quando: Diariamente (excetos 3ªs), 9h/ 20h. Até 19/9. Onde: Centro Cultural Banco do Brasil. Prédio Anexo. R. da Quitanda, 80, Centro Histórico. Quanto: Gratuito.

Monumental – Angelo Venosa, Beatriz Milhazes, Jorge Guinle, Leda Catunda e Luiz Zerbini – A mostra coletiva apresenta obras que exploram o conceito de monumentalidade desses artistas que são expoentes da Geração 80 da arte brasileira. Um dos destaques é a obra tridimensional Catilina, de Angelo Venosa (1954-2022), que usa madeira, tecido e fibra de vidro para compor uma grande ampulheta sustentada sobre três pernas de madeira. Quando: 2ª a 6ª, 10h/18h; sábados, 10h/ 16h Até 20/7. Onde: Pinakotheke São Paulo. R. Ministro Nelson Hungria, 200, Morumbi. Quanto: Gratuito.

ArPa – Feira de Arte – A terceira edição da feira vai reunir mais de 40 galerias nacionais e internacionais de arte contemporânea expostas em cinco diferentes setores. Neles, estarão peças de nomes como Advânio Less, Bu’u Kennedy, Frida Baranek, Niobe Xandó, Paulo Bruscky, Renato Rios, Siron Franco e Waltercio Caldas. Paralelamente à ArPa, ocorre a Made – Mercado, Arte e Design, com a participação de 75 estúdios de diferentes regiões do País que fazem uma mostra focada no colecionismo. Quando: De 26 a 30 de junho. 5 ª a sábado, 13h/21h; domingo, 11h/19h. Onde: Mercado Livre Arena Pacaembu. R. Capivari, Portão 23, Pacaembu. Quanto: R$ 60.

Cinema

Sing Alone – Priscilla – A Rainha do Deserto – O projeto celebra os 30 anos de lançamento do filme Priscilla – A Rainha do Deserto, do diretor Stephan Elliott, com uma espécie de karaokê coletivo em que o público, durante os números musicais do filme, será convidado a cantar e dançar com as canções presentes na trilha sonora. Entre elas estão os clássicos I Will Survive, de Gloria Gaynor e Fernando e Mamma Mia, do grupo ABBA. Quando: 30/6, domingo, 17h. Onde: Auditório MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa. Quanto: R$ 20.

Passeio

Pina Junina – A instituição promove sua primeira festa junina. A agradável praça dentro da Pina será o espaço para comidas e bebidas típicas que ficarão por conta do projeto Pão do Povo da Rua, iniciativa do Instituto de Pesquisa da Cozinha Brasileira que atua no território da Luz. Na parte musical, a festa conta com a apresentação do tradicional Grupo Cupuaçu fundado por Tião Carvalho, e o Pé de Manacá, projeto de forró de rabecas tocado por mulheres. Entre uma apresentação e outra, tem o set musical de vinil comandado pelos Djs do projeto Forró dos Ratos; Rodrigo Ferrolho, Ricardo Ferreira e Reine Oliveira. Quando: 29 de junho, sábado, 13h/20h. Onde: Pina Contemporânea. Av. Tiradentes, 273, Luz. Quanto: Gratuito.

Festival VIVA! Japão – A segunda edição do festival que celebra a cultura japonesa terá diversas atividades, entre elas, dança, música, gastronomia, audiovisual, além de oficinas de técnicas artísticas e artesanato. No jardim do Museu da Imigração, o palco receberá a cantora japonesa Karen Ito, apresentações de Taikô – tradicionais tambores japoneses -, o grupo Shyudaiko e o show do mágico Luciano Takeda, conhecido na comunidade japonesa como o Mago dos Balões. A diretora Tizuka Yamasaki marcará presença no sábado, 29, às 14h, para exibição de seu documentário Tomie, que mergulha na vida e obra da renomada artista plástica Tomie Ohtake. Quando: 20 e 30/6, sábado e domingo, 10h/18h. Onde: Museu da Imigração. R. Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca. Quanto: Entrada Gratuita.

Publicado por Carolina Ferreira

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

Entretenimento

Céline Dion cantará na cerimônia de abertura das Olimpíadas após anúncio de doença degenerativa

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:1 Minuto, 15 Segundo


Cantora canadense de 56 anos está na capital francesa desde segunda-feira (22) para uma série de ensaios e passagens de som

Reprodução/Instagram/@celinedionCéline Dion
Céline Dion cancelou shows após diagnóstico de doença rara

Céline Dion fará uma apresentação na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, que acontece nesta sexta-feira (26) em Paris, na França. As informações foram reveladas nesta por diversos veículos renomados, como a revista Variety e o jornal francês Le Parisien. A cantora canadense de 56 anos está na capital francesa desde segunda-feira, 22, para uma série de ensaios e passagens de som. Ao que tudo indica, ela fará uma interpretação do clássico Hymne A L’Amour, de Édith Piaf. Esta será a primeira apresentação de Céline desde que ela revelou seu diagnóstico de Síndrome da Pessoa Rígida, uma doença degenerativa que a afastou dos palcos nos últimos anos. Os organizadores do evento garantem que ela está bem de saúde para a apresentação.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Entretenimento

‘Bridgerton’ anuncia quem será o protagonista da 4ª temporada

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:1 Minuto, 45 Segundo


Produção de Jess Brownell e Shonda Rhimes promete levar o ‘solteiro mais cobiçado da temporada’, Benedict, para um baile de máscaras

Divulgação/NetflixBRIDGERTON
Data de estreia da nova temporada ainda não foi divulgada

Netflix anunciou nesta terça-feira (23), a quarta temporada de sua série de sucesso, “Bridgerton”, que detalhará a história de amor de um dos irmãos mais velhos da família, Benedict Bridgerton. Nesta temporada, a produção de Jess Brownell e Shonda Rhimes promete levar o “solteiro mais cobiçado da temporada”, Benedict, para um baile de máscaras. Interpretado por Luke Thompson, o personagem da família Bridgerton se recusa a fazer parte do “mercado casamenteiro”, apesar dos relacionamentos felizes de seus irmãos Daphne, Anthony e Colin, protagonistas da primeira, segunda e terceira temporadas, respectivamente. A mudança do personagem acontece com a chegada da Dama de Prata no baile de máscaras promovido pela matriarca da família, Violet Bridgerton.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan Entretenimento e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Os protagonistas da terceira temporada da série, Penelope Featherington e Colin Bridgerton, interpretados por Nicola Coughlan e Luke Newton, falaram sobre a razão pela qual o seriado é popular no Brasil.

“Eu acho que vocês têm muita alegria e simplesmente adoram viver a vida, e Bridgerton é uma verdadeira celebração de todas as coisas que são alegres, do amor, da animação, do que é colorido. Realmente é incrível o quanto amam a série aqui. Significa muito para nós”, diz Nicola.


 

*Com informações do Estadão Conteúdo

publicado por Tamyres Sbrile

 





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Entretenimento

Angelina Jolie, Lady Gaga e George Clooney estão entre as estrelas do Festival de Veneza

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:3 Minuto, 55 Segundo


Vinte e um longas competirão pelo prestigioso Leão de Ouro de Melhor Filme na 81ª edição do festival de cinema, que ocorre de 28 de agosto a 7 de setembro

Divulgaçãoangelina jolie no filme callas
Angelina Jolie interpreta a famosa cantora Maria Callas no novo filme do chileno Pablo Larraín

Angelina Jolie, Lady Gaga, Brad Pitt, George Clooney e Nicole Kidman estão entre as estrelas, que estarão presentes de 28 de agosto a 7 de setembro no 81º Festival de Cinema de Veneza, cuja programação foi apresentada nesta terça-feira (23). Vinte e um longas competirão pelo prestigioso Leão de Ouro de Melhor Filme, anunciou o diretor artístico da mostra, Alberto Barbera, durante uma transmissão ao vivo pela internet. “Ainda Estou Aqui”, do brasileiro Walter Salles, que volta ao festival 12 anos após seu último filme, é um deles. O longa é baseado no livro de Marcelo Rubens Paiva e conta a história real de sua família: uma mulher em busca de seu marido, um deputado sequestrado pelos militares durante a ditadura no Brasil.

Quando jovem, Salles era amigo da família do deputado, o que faz, segundo Barbera, com que “certamente” seja o filme “mais pessoal” do cineasta. Barbera destacou a “grande interpretação de Fernanda Torres, talvez uma das maiores artistas de sua geração, atriz, escritora e roteirista”. Além de Torres, estão no elenco de “Ainda Estou Aqui” nomes como Fernanda Montenegro e Selton Mello.

Um dos títulos mais esperados na disputa pelo Leão de Ouro é “Coringa: Delírio a Dois”, de Todd Phillips, segunda parte de “Coringa”, que também terá Joaquin Phoenix como protagonista, desta vez acompanhado por Lady Gaga. O novo longa de Pedro Almodóvar, “The Room Next Door”, primeiro filme do cineasta espanhol rodado em inglês, em Nova York, também concorrerá ao cobiçado prêmio. Seu elenco conta com Tilda Swinton, Julianne Moore e John Turturro.

Uma história “surreal” e “grotesca”

Por sua vez, o diretor Luis Ortega, “uma das vozes mais originais do cinema argentino contemporâneo”, de acordo com Barbera, apresentará em Veneza “Matar al Jockey”. O filme, interpretado por Nahuel Pérez Biscayart, Úrsula Corberó e Daniel Giménez Cacho, narra a história “um pouco surreal, um pouco grotesca” de “um grande jóquei argentino que corre para um chefe mafioso, mas que bebe demais, se mete em muitos problemas, acaba preso e, no final, muda de sexo”, explicou o diretor artístico da mostra. Outra atração importante será o filme “Maria”, do chileno Pablo Larraín, em que Angelina Jolie interpreta a famosa cantora Maria Callas durante os últimos dias de sua vida em Paris.

Fora de competição, George Clooney e Brad Pitt despertarão paixões em Veneza com “Lobos”, de Jon Watts. A estrela australiana Nicole Kidman protagoniza “Desejo Arriscado”, um thriller erótico de Halina Reijn sobre uma mulher insatisfeita em suas relações conjugais que embarca em uma perigosa relação sadomasoquista. O britânico Jude Law encabeçará o elenco de “The Order”, do australiano Justin Kurzel, no qual vive um agente do FBI envolvido nos círculos supremacistas brancos dos anos 1980.

O retorno de Beetlejuice

No festival, também serão exibidos três filmes franceses, incluindo “Jouer avec le feu”, terceiro trabalho das irmãs Delphine e Muriel Coulin, com Vincent Lindon e Benjamin Voisin no elenco. Os italianos, por sua vez, competem com “Queer”, o último filme de Luca Guadagnino (“Me Chame pelo Seu Nome”), com Daniel Craig, que, segundo Barbera, entregou nesta obra “a interpretação de sua vida”.

Este ano, o júri será presidido pela atriz francesa Isabelle Huppert. Além do Leão de Ouro, o júri concederá, em 7 de setembro, o Leão de Prata – Grande Prêmio do Júri; o Leão de Prata – Prêmio de Melhor Direção; os prêmios de melhor interpretação masculina e feminina e o prêmio de melhor roteiro.

A 81ª edição do mais antigo dos festivais de cinema começará em 28 de agosto com a exibição, fora de competição, de “Os Fantasmas Ainda se Divertem: Beetlejuice Beetlejuice”, continuação do icônico filme de Tim Burton lançado em 1988.

Na noite de abertura, desfilarão pelo tapete vermelho o ator americano Michael Keaton, que retoma aos 72 anos o papel do fantasma grosseiro e barulhento, junto com Winona Ryder, Willem Dafoe e Monica Bellucci.

*Com informações da AFP
Publicado por Carolina Ferreira





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Popular