Connect with us

Brasil

Nivel do Guaíba fica abaixo da cota de inundação pela 1ª vez desde começo de maio

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:2 Minuto, 48 Segundo


Segundo Cemaden, mesmo com o recuo das águas, o risco de enchentes na região metropolitana de Porto Alegre é alto

Foto: EVANDRO LEAL/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDOO nível do Lago Guaíba segue afetando o bairro Menino Deus, na região centro-sul de Porto Alegre (RS), nesta quarta-feira, 15 de maio de 2024. Com a trégua da chuva na região, as águas começaram a baixar lentamente hoje, chegando a 5,19 metros no final da manhã. Barcos carregados de água e mantimento prestavam apoio a quem ainda resiste dentro de casas, apartamentos e empresas.
Nível do Guaíba recuou para abaixo da cota de inundação, de 3,60 metros, por volta das 5h da manhã

O nível das águas do Rio Guaíba, em Porto Alegre (RS), ficou abaixo da cota de inundação pela primeira vez em aproximadamente um mês, mas a região ainda corre risco de enchentes nos próximos dias, segundo informações divulgadas pela Agência Nacional de Águas (ANA) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). O nível do Guaíba recuou para abaixo da cota de inundação, de 3,60 metros, por volta das 5h da manhã, quando atingiu 3,58 metros. A leitura mais recente, publicada às 9h15, marcava 3,53 metros e indicava que o nível das águas seguia caindo. Em 5 de maio, quando alcançou o nível mais alto do atual período de enchentes, o Guaíba chegou a 5,35 metros.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Mesmo com o recuo das águas, porém, o risco de enchentes na região metropolitana de Porto Alegre é alto, segundo o Cemaden. O órgão citou em boletim a continuidade dos processos hidrológicos de inundação “em função da propagação da onda de cheia proveniente das bacias hidrográficas dos rios Jacuí, Taquari, Caí e Sinos, localizados à montante do Lago Guaíba”. O Cemaden ressalta que as bacias estão “acima da cota de alerta”. Em outras regiões do Rio Grande do Sul, o risco é ainda maior. O órgão destaca os municípios banhados pela Lagoa dos Patos.

Em Pelotas, por exemplo, a medição mais recente na região de Laranjal apontava que, às 8h, a lagoa estava a 2,43 metros, bem acima da cota de inundação, de 1,70 metro.

“O risco hidrológico poderá se agravar devido à permanência do deflúvio elevado proveniente do Lago Guaíba, cujo nível elevado pode ser acentuado pelas condições dos ventos, e devido à possibilidade de elevação dos níveis dos rios nas bacias dos rios Camaquã, Arroio Fragata e Canal São Gonçalo, rio Piratini, Arroio Grande e Jaguarão”, disse o Cemaden.

Efeito das enchentes

Ainda que o nível das águas esteja diminuindo, os números sobre impacto das enchentes no Rio Grande do Sul continuam a aumentar. Entre ontem e hoje, dados divulgados pelo governo do Estado apontaram que o número de municípios afetados subiu de 473 para 475, e a população atingida cresceu de 2,35 milhões para 2,39 milhões.

O número de mortos pelas enchentes também cresceu – de 169 para 171. Houve queda, no entanto, no total de desaparecidos (de 44 para 43) e de pessoas em abrigos (39.595 para 37.812). Os desalojados seguem em 580.111.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

Brasil

Parque do Caracol, em Canela (RS), reabre nesta sexta-feira após fechamento por causa das chuvas

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:2 Minuto, 13 Segundo


Os ingressos incluem o Bilhete Gaúcho, que custará R$ 37 para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul; moradores locais e de Gramado terão isenção

Divulgação/Parque do CaracolParque do Caracol, em Canela, no Rio Grande do Sul
Parque do Caracol oferece diversas atrações, incluindo cachoeiras, trilhas, mirantes, a famosa Cascata do Caracol

O Parque do Caracol, em Canela, um dos cartões-postais da Serra Gaúcha, reabre ao público nesta sexta-feira (14) após ter sido fechado devido às chuvas no Rio Grande do Sul. Para marcar a reabertura, moradores do Estado terão descontos especiais. O parque funcionará de quinta a segunda-feira, das 9h às 17h, permanecendo fechado às terças e quartas. Os ingressos incluem o Bilhete Gaúcho, que custará R$ 37 para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul. Para obter este desconto, é necessário comprovar o local de nascimento com documento oficial com foto ou a residência com comprovante no próprio nome. O bilhete pode ser adquirido no site do Parque do Caracol.

Os moradores de Gramado terão entrada gratuita e estacionamento por R$ 10, assim como os moradores de Canela, que já possuíam essa isenção. O ingresso para adultos custa R$ 75 na bilheteria ou R$ 65 se comprado antecipadamente no site. A meia-entrada, no valor de R$ 37, é válida para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul, pessoas acima de 60 anos, crianças de 6 a 11 anos, estudantes com carteira estudantil e pessoas com deficiência (PcD) e acompanhante. Há também isenções para cadeirantes, guias de turismo cadastrados na Cadastur e crianças até 5 anos.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O Parque do Caracol oferece diversas atrações, incluindo cachoeiras, trilhas, mirantes, a famosa Cascata do Caracol (com 131 metros de altura), restaurante, lojas, quadras esportivas, churrasqueiras, playgrounds e atrações pagas à parte, como o Observatório Panorâmico com visão 360º e o passeio de trenzinho na Estação Sonho Vivo. O parque está localizado na Rodovia RS 466, km 0, s/n – Caracol, Canela (RS), 95680-000. Para mais informações, visite o site ou siga o parque nas redes sociais: Instagram e Facebook.

Publicado por Felipe Cerqueira





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Brasil

Casal é preso em Fortaleza acusado de desviar dinheiro de campanhas de arrecadação de doação para o RS

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:1 Minuto, 44 Segundo


De acordo com as autoridades gaúchas, eles utilizavam documentos falsos para abrir contas em bancos digitais e criar chaves PIX

Jürgen Mayrhofer/Governo do Rio Grande do SulDefesa Civil realiza o transporte de doações para o município de Montenegro
19.05.2024 – Defesa Civil realiza o transporte de doações para o município de Montenegro
Dois caminhões da Defesa Civil realizam o transporte de doações do depósito de Porto Alegre para o município de Montenegro

Um casal foi preso em Fortaleza nesta quinta-feira (13) acusado de desviar dinheiro de campanhas de arrecadação de doações para os gaúchos. Aldanísio Paiva e Regina Belo, ambos de 50 anos, foram detidos pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, responsável pela investigação. De acordo com as autoridades gaúchas, eles utilizavam documentos falsos para abrir contas em bancos digitais e criar chaves PIX, com números quase idênticos aos das campanhas legítimas. Segundo a polícia, foram criadas mais de 235 chaves para esse golpe. A ação do casal foi descoberta quando responsáveis pelas campanhas verdadeiras alertaram a polícia sobre o desvio de dinheiro. O casal, que se apresenta nas redes sociais como atores, foi preso preventivamente em Fortaleza, com o apoio da Polícia Civil do Ceará. Durante a operação, foram apreendidos RGs falsificados que eram utilizados para a abertura das contas bancárias. A prisão faz parte da Operação Dilúvio Moral, que combate práticas criminosas virtuais relacionadas às enchentes no Rio Grande do Sul. A polícia segue investigando o caso e tentando contato com os representantes do casal para que se pronunciem sobre as prisões.

Publicado por Sarah Américo

*Reportagem produzida com auxílio de IA





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Brasil

Google testará no Brasil novas funções contra roubo de celulares

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:1 Minuto, 58 Segundo


Entre as tecnologias introduzidas, destaca-se um sistema que utiliza inteligência artificial e sensores para detectar quando um aparelho é subitamente deslocado

Divulgação/SSP-SPCelulares apreendidos com suspeita pela polícia de São Paulo
Celulares apreendidos com suspeita pela polícia de São Paulo

O Google anunciou que colocará o Brasil na linha de frente do combate ao roubo de celulares e às fraudes associadas. A partir de julho, o país será palco de testes para novas ferramentas desenvolvidas com o objetivo de fortalecer a segurança dos smartphones Android, tornando-os menos atraentes para criminosos. Essas inovações representam um marco importante na proteção de dados e na segurança dos usuários. Entre as tecnologias introduzidas, destaca-se um sistema que utiliza inteligência artificial e sensores para detectar quando um celular é subitamente deslocado, um indicativo comum de roubo. Esse recurso, conhecido como “bloqueio automático por detecção de roubo”, tem a capacidade de bloquear o dispositivo de forma autônoma, garantindo que informações sensíveis, especialmente aquelas relacionadas a aplicativos bancários, permaneçam seguras.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Além disso, uma nova funcionalidade foi adicionada à plataforma “Encontre meu dispositivo”, permitindo que os usuários bloqueiem seus celulares remotamente, utilizando apenas o número do aparelho e um desafio de segurança. Outra atualização importante é o bloqueio automático de dispositivos que ficarem desconectados da internet por um período prolongado, uma tática comum entre ladrões para evitar o rastreamento. A colaboração do Google com as autoridades brasileiras tem sido fundamental para a implementação dessas tecnologias. Durante um evento, Manuel Carlos de Almeida Neto, secretário-executivo do Ministério de Justiça e Segurança Pública, enfatizou a necessidade de priorizar o combate aos furtos e roubos de celulares. Bruno Diniz, chefe do Android no Brasil, também ressaltou a importância da visita de executivos do Google dos Estados Unidos ao Brasil.

*Com informações do apresentador Bruno Meyer





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Popular