Connect with us

Brasil

Saiba como está a investigação e o que falta descobrir sobre a morte de Djidja Cardoso, ex-sinhazinha do Boi Garantido

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:3 Minuto, 3 Segundo


Polícia suspeita que a amazonense teve uma overdose de cetamina, uma droga anestésica com potencial alucinógeno; cinco pessoas foram presas suspeitas de envolvimento com um grupo religioso

Arquivo Pessoal/Djidja CardosoDjidja Cardoso
Djidja Cardoso foi sinhazinha do Boi Garantido entre 2016 e 2020

Djidja Cardoso, de 32 anos, era uma figura conhecida no Festival Folclórico de Parintins, onde atuou como a sinhazinha do Boi Garantido entre 2016 e 2020. Após sua aposentadoria do festival, ela passou a trabalhar com a mãe e o irmão em uma rede de salões de beleza no Amazonas. Recentemente, ela revelou lutar contra a depressão, conforme publicado em suas redes sociais no aniversário de 32 anos. Djidja foi encontrada morta em sua casa no bairro Cidade Nova, em Manaus, no dia 28 de maio. Familiares que não conseguiam contato por telefone decidiram ir à residência e a encontraram sem vida por volta das 6h. O laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) indicou um edema cerebral como causa da morte, que resultou em parada cardiorrespiratória. A polícia suspeita que uma overdose de cetamina, uma droga anestésica com potencial alucinógeno, tenha levado ao edema cerebral.

A morte de Djidja desencadeou a Operação Mandrágora, que resultou na prisão preventiva de cinco pessoas: Cleusimar Cardoso (mãe de Djidja), Ademar Cardoso (irmão) e três funcionários dos salões de beleza da família — Verônica Seixas, Claudiele da Silva e Marlisson Vasconcelos. Eles são acusados de tráfico de drogas, associação para o tráfico, e outros crimes relacionados ao uso indevido de cetamina. A polícia investiga a ligação dos envolvidos com um grupo religioso chamado “Pai, Mãe, Vida”, que utilizava cetamina em rituais. Ademar, Cleusimar e Djidja seriam os líderes do grupo, que promovia a ideia de alcançar uma “plenitude espiritual” por meio do uso da droga. Vídeos obtidos pela polícia mostram Cleusimar gravando a família sob efeito de cetamina, incluindo momentos em que Djidja e Ademar faziam as aplicações.

Uma ex-namorada de Ademar relatou à polícia que utilizou cetamina com ele e Cleusimar, e que foi abusada sexualmente pelo irmão de Djidja sob efeito da droga. A atual namorada de Ademar confirmou o uso de cetamina, dizendo que era uma exigência de Cleusimar para frequentar a casa da família. Essas práticas de uso de drogas resultaram em problemas de saúde para as vítimas, como infecções urinárias. A defesa de Cleusimar e Ademar alega que ambos são “doentes” devido à dependência química e busca atestar a incapacidade mental dos acusados. Eles negam a existência de um grupo religioso coercitivo e alegam que os rituais eram apenas discursos sob efeito das drogas. A defesa dos funcionários afirma que eles são vítimas do esquema e foram obrigados a participar dos rituais.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O laudo completo do IML, que esclarecerá se o edema cerebral foi causado por overdose de cetamina, deve ficar pronto em 30 dias. O dono da clínica veterinária onde a droga era comprada deve prestar depoimento à polícia. A polícia continua investigando o grupo religioso e os possíveis crimes cometidos, incluindo maus-tratos a animais e o fornecimento ilegal de drogas.





Fonte: Jovem Pan

Brasil

Corpo do cachorro Joca será cremado em São Paulo neste sábado

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:1 Minuto, 42 Segundo


Cão morreu em abril após ser enviado pela companhia aérea Gol para o destino errado; tutor revelou em suas redes sociais que caixa que transportou pet estava solta dentro do avião

Reprodução/instagram/@jocagoldenrCachorro, chamado Joca, morre após ser enviado para destino errado
O golden retriever estava no Hospital Veterinário da Universidade de São Paulo para fazer exame de necrópsia desde o dia 13 de maio

O cachorro Joca, morto após ser enviado para o destino errado em um voo da companhia aérea Gol, no dia 22 de abril, será cremado em uma cerimônia em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, neste sábado (15). O cachorro, que deveria ter sido transportado de São Paulo para Sinop, no Mato Grosso, faleceu após um erro de logística da companhia aérea Gol, sendo enviado para Fortaleza. Joca ficou exposto ao sol na pista do aeroporto dentro de uma caixa protetora. O golden retriever estava no Hospital Veterinário da Universidade de São Paulo para fazer exame de necrópsia desde o dia 13 de maio e corpo foi liberado nesta quarta-feira (12). Anteriormente, Joca estava em uma clínica particular para realizar exames solicitados pela família. O tutor, João Fantazzini, profundamente afetado pela perda, tem encontrado nas redes sociais um espaço para expressar sua dor e homenagear seu companheiro de quatro patas. Em meio ao luto, ele revelou que o cachorro foi deixado solto dentro do avião no momento do voo, cobrando um posicionamento da Gol.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Publicado por Luisa Cardoso





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Brasil

Número de refugiados no Brasil cresce 117% em 2023

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:2 Minuto, 0 Segundo


Principais países de origem das solicitações são da Venezuela, Cuba, Angola, Vietnã e Colômbia, com venezuelanos e afegãos sendo as nacionalidades mais reconhecidas pelo país como refugiadas

Paulo Pinto/Agência BrasilRefugiados Afegãos em Guarulhos
Desde 2011 até 2023, o Brasil recebeu um total de 46.695 solicitações de refúgio

O Brasil aumentou o número de aprovações de pedidos e o número de refugiados no país em 117% entre 2022 e 2023. Os dados são do Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra), administrado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Este relatório é elaborado anualmente pelo Comitê Nacional para Refugiados em colaboração com pesquisadores do observatório. Desde 2011 até 2023, o Brasil recebeu um total de 46.695 solicitações de refúgio, resultando em 143.033 pessoas sendo oficialmente reconhecidas como refugiadas até o final do ano passado. A maior parte dessas solicitações foi registrada nas unidades federativas da região Norte, com destaque para o estado de Roraima, que se tornou o principal ponto de entrada para esses pedidos.  Somente em 2023, houve um acréscimo de 8.273 solicitações em relação a 2022, o que equivale a um aumento de 16,4%. Os principais países de origem desses solicitantes foram Venezuela, Cuba, Angola, Vietnã e Colômbia, com venezuelanos e afegãos sendo as nacionalidades mais reconhecidas pelo Brasil como refugiadas.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

No Brasil, esses indivíduos encontram proteção legal e são acolhidos sob essas circunstâncias. Recentemente, uma crise humanitária chamou a atenção no Aeroporto Internacional de Guarulhos, onde cerca de 400 estrangeiros, a maioria deles indianos, enfrentaram dificuldades para registrar seus pedidos de refúgio. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o problema foi causado por falhas técnicas na plataforma digital SISCONARE, sistema de tramitação de processos de refúgio no país, que ficou fora do ar durante o final de semana.

Publicado por Luisa Cardoso





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Brasil

Parque do Caracol, em Canela (RS), reabre nesta sexta-feira após fechamento por causa das chuvas

Prublicadas

sobre

Tempo de Leitura:2 Minuto, 13 Segundo


Os ingressos incluem o Bilhete Gaúcho, que custará R$ 37 para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul; moradores locais e de Gramado terão isenção

Divulgação/Parque do CaracolParque do Caracol, em Canela, no Rio Grande do Sul
Parque do Caracol oferece diversas atrações, incluindo cachoeiras, trilhas, mirantes, a famosa Cascata do Caracol

O Parque do Caracol, em Canela, um dos cartões-postais da Serra Gaúcha, reabre ao público nesta sexta-feira (14) após ter sido fechado devido às chuvas no Rio Grande do Sul. Para marcar a reabertura, moradores do Estado terão descontos especiais. O parque funcionará de quinta a segunda-feira, das 9h às 17h, permanecendo fechado às terças e quartas. Os ingressos incluem o Bilhete Gaúcho, que custará R$ 37 para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul. Para obter este desconto, é necessário comprovar o local de nascimento com documento oficial com foto ou a residência com comprovante no próprio nome. O bilhete pode ser adquirido no site do Parque do Caracol.

Os moradores de Gramado terão entrada gratuita e estacionamento por R$ 10, assim como os moradores de Canela, que já possuíam essa isenção. O ingresso para adultos custa R$ 75 na bilheteria ou R$ 65 se comprado antecipadamente no site. A meia-entrada, no valor de R$ 37, é válida para nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul, pessoas acima de 60 anos, crianças de 6 a 11 anos, estudantes com carteira estudantil e pessoas com deficiência (PcD) e acompanhante. Há também isenções para cadeirantes, guias de turismo cadastrados na Cadastur e crianças até 5 anos.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O Parque do Caracol oferece diversas atrações, incluindo cachoeiras, trilhas, mirantes, a famosa Cascata do Caracol (com 131 metros de altura), restaurante, lojas, quadras esportivas, churrasqueiras, playgrounds e atrações pagas à parte, como o Observatório Panorâmico com visão 360º e o passeio de trenzinho na Estação Sonho Vivo. O parque está localizado na Rodovia RS 466, km 0, s/n – Caracol, Canela (RS), 95680-000. Para mais informações, visite o site ou siga o parque nas redes sociais: Instagram e Facebook.

Publicado por Felipe Cerqueira





Fonte: Jovem Pan

Continue Lendo

Popular